quinta-feira, 13 de junho de 2013

Estudos científicos absurdos

Ciência é considerado um negócio sério, cheio de questões, cálculos e jargões incompreensíveis.

Algum tempo atrás, um jornal respeitável dos EUA, publicou dados sobre os "efeitos da manteiga de amendoim na rotação da Terra" e como o acesso a televisão pode ser um método eficaz de controle de natalidade. O objetivo principal da publicação é "Pesquisa que faz a pessoa rir e depois pensar".

Para o seu prazer de leitura, trazemos-lhe respostas para duas questões:

Por que os gatos sempre caem de pé?

Como Fiorella Gambela, uma cientista do (inexistente) Instituto de Pesquisa Felino de Milão, Itália, responderia a essa velha questão? Simples: ela soltou a gata Esther 100 vezes, cada um a partir de uma variedade de alturas e anotou os resultados. Surpreendente! A gata caiu em pé 99 vezes de uma altura de 2,3,4,5 ou 6 metros, mas não conseguiu fazê-lo por uma vez, quando caiu da altura de um pé (12 centímetros). A explicação de Gambela, para o fato dos gatos sempre caírem de pé de uma altura superior a 12 centímetros é "que eles precisam de alguns segundos de queda livre para acionar o "reflexo de endireitamento", o que lhes permitem curvar as costas e torcer seu torso para orientar seus pés em direção ao chão".

O que veio primeiro: o ovo ou a galinha?


Alice Shirrel Kaswell, um membro da Annals of Improbable Research, definitivamente respondeu a esta questão em 2003: a galinha, ao que parece veio primeiro. Veio cerca de 11 horas antes do ovo. Como Kaswell chegou a esta conclusão? Simples: ele enviou separadamente uma dúzia de ovos e um frango vivo através do Serviço Postal Americano da cidade de Cambridge, Massachusetts para Nova York. Ambos os itens, foram enviados na segunda-feira e chegaram na quarta-feira, mas o frango foi entregue às 10:31 (manhã), enquanto os ovos foi entregue às 21:37 (noite). Questão respondida!

Observação: Estes resultados nunca foram examinados por outros "cientistas".